NOTÍCIAS   |   CONHEÇA MIRASSOLÂNDIA   |   GALERIA DE FOTOS   |   TELEFONES ÚTEIS   |  FALE CONOSCO  |   WEB MAIL
 
 
 
 
 

Notícias / Agricultura

A- | A | A+  

Abastecedouros Comunitários, 11 no total em funcionamento no Município.
Mirassolândia - terça-feira, 5 de dezembro de 2006

Nome da Microbacia : Microbacia hidrográfica do Córrego do Balsamo
Município : Mirassolândia – SP
Técnico Responsável : Eng, Agr. Carlos Roberto Geraldo – do Quadro Efetivo
Breve histórico de como era antes : Conforme está detalhado no plano


No Aspecto Econômico : Pastagens degradadas e elevada acidez; os desfrutes do rebanho de gado de corte deixavam a desejar e o rendimento médio do leite de 03 l/Vaca/dia era baixo; animais mestiços gir, com período de lactação curto. Nas culturas anuais, como a cultura do milho, apresentavam baixos rendimentos em média de 2.100 a 2.440 kg/há. Os pomares de laranja e café, encontravam-se em decadência; os produtores estavam descapitalizados, sem alternativas e não tinham condições de enfrentar a crise do setor.

No aspecto Social : produtores rurais desunidos, não tinham acesso ao crédito rural. Na pecuária de leite, não havia higiene na ordenha que era totalmente manual: o leite era vendido individualmente para as empresas: sendo que os pequenos produtores eram remunerados de modo diferenciado. A compra das rações, calcário, fertilizantes, era feita individualmente. Muitas propriedades, com benfeitorias em estado precário de conservação, não tinham eletrificação rural e a fonte de água, para consumo humano, era proveniente de poço comum, passível de contaminação, ou era proveniente do setor urbano, onerando o custo e causando problemas de abastecimento para a prefeitura local.


No Aspecto Ambiental : Nas escolas, não havia material didático,ou pouco envolvimento dos professores e dos alunos relacionados com questões ao meio ambiente. Estradas rurais, como está detalhado no plano, eram de difícil trafegabilidade, poucas propriedades rurais possuíam conservação do solo, havia muitas erosões nas propriedades e com as águas de chuvas caindo nas estradas; as nascentes, afluentes e Córrego do Balsamo, eram constantemente assoreadas, as matas ciliares não eram preservadas, e não se fazia uso de leguminosas para a adubação verde. No município não havia lagoa de tratamento dos esgotos que é lançado nos córregos do Espraiado e do Balsamo. Uso indiscriminado de agrotóxicos, as aplicações eram feitas sem o uso de EPI, e sem técnicas de Manejo integrado de pragas nos citros.


Os benefícios que o Programa Trouxe:


 No aspecto Econômico: Observa-se grande transformação , principalmente nos bairros rurais dos córregos do Balsamo e do Espraiado e arredores da cidade de Mirassolândia, onde é maior concentração de pequenos produtores. As Pastagens nas áreas da microbacia foram reformadas, com aplicação de calcário e adubação fosfatada; houve considerável diminuição da idade de abate dos bovinos de corte de 04a para 3,2 anos ; aumento da produtividade de leite que passou para média de 5,8 l/Vaca/dia devido às técnicas de piquetes rotacionados através de convênio CATI/EMBRAPA possuindo 01 propriedade oficial e 04 assistidas, mais 02 em fase de implantação; melhoramento genético , onde f oram ministrados 04 cursos de inseminação artificial, treinando 50 produtores, jovens rurais ou trabalhadores rurais, a partir daí, 05 produtores passaram a inseminar artificilmente 105 matrizes de leite, produzindo animais com maior aptidão leiteira; com incentivos e orientação, os produtores fizeram a substituição de seus reprodutores , adquirindo 15 Reprodutores de alta linhagem genética tanto com aptidões para corte com também para as de leite.,. Com os incentivos do Programa pra a conservação do solo e aquisições de calcários , construção de abastecedouros comunitários;04 produtores de laranja, tiveram condições de erradicar, e renovar e até aumentar a área plantada de seus pomares . Ocorreu aumento de 100 ha no plantio de milho e 55,0 há de soja: um produtor plantou 05 há de cana para muda, e sem arrendamento para as usinas, teve condições de plantar 15,00 há de cana por conta própria. 03 propriedades passaram a fazer uso de irrigação em na cultura do café, com a implantação de poços semi-artesianos. Houve incentivo de plantio em 10 ha de eucalipto em 4 propriedades, e em 03 propriedades foram plantados 90 ha com a cultura de seringueira . Um fato notório é que o Programa está dando condições aos produtores rurais de competirem e deixarem de arrendar suas terras para as usinas de cana. Ao passo que nas outras 02 microbacias existentes, no município, houve grande arrendamento e plantio de cana pelas usinas.


No Aspecto social : Houve a formação de 16 grupos de produtores rurais , onde já estão elaborados 14 PECs, e construídos 11 poços semi-artesianos, 03 poços em fase de outorga no DAEE, Com acompanhamento técnico, formou-se 04 Associações de produtores rurais , incentivou-se diversos produtores rurais obtiveram financiamento através do FEAP, PRONAF, e com acompanhamento direto da Casa da Agricultura local, onde houve aquisição de 300 matrizes leiteiras, fora do município, que está comprovado estatisticamente, passando de 3,5 milhões de litros/ano , a produção de leite do município , para 5 milhões de litros/ano., Foram instalados nos bairros da Microbacia, 04 postos de recebimento com tanques de resfriamento de leite, com melhoria da qualidade do leite, e os pequenos produtores estão sendo melhores remunerados com redução dos custos do frete em 0,03 L/leite, Introduziram-se as compras conjuntas de rações, fertilizantes e calcários, ocorrendo redução no preço da ordem de 20%. Incentivou-se a aquisição de ordenhadeiras mecânicas, sendo que 03 produtores já ordenham mecanicamente o seu leite, melhorando a qualidade do leite . Houve eletrificação de 06 propriedades rurais através de apoio ao Programa Luz no Campo. Com aumento da renda e com construção dos poços comunitários, alguns produtores puderam reformar suas casas e até construir casas novas, o que representa estímulo a voltar ou permanecer no setor rural . As propriedades vizinhas ao setor urbano, passaram a ter água de boa qualidade, pois foram construídos 03 poços comunitários, ficaram independentes do recebimento de água do setor urbano.


No Aspecto Ambiental : Observa-se com nitidez, a grande transformação ocorrida no meio ambiente da microbacia. Atualmente 80% das propriedades rurais, possuem conservação do solo , feito através do recebimento do programa Microbaciass ou somente da locação 1.500 km de curvas de nível e construção de 1.200 km de curvas com recursos próprios. 10 produtores foram beneficiados com a doação de mudas, para a recomposição da mata ciliar , com ações conjunta Casa da Agricultura e Policia Ambiental, muitos produtores fizeram a construção de 15 km cercas nas APP, e reserva legal . 11 produtores foram beneficiados através do programa com a doação 450 kg de semente de leguminosas para adubação verde , 08 produtores estão sendo beneficiados com aquisição de 190 ton de calcário , De modo geral, o programa está beneficiando mais de 130 produtores rurais da microbacia com algum tipo de incentivo . Educação Ambiental Através de participação conjunta CATI/Escola, o Projeto Aprendendo com a Natureza, trabalha com 75 alunos de 02 escolas e 03 classes de quarta série, resultando em significativa conscientização ambiental, As estradas rurais , em ação conjunta CATI/Pro-Estrada e Prefeitura Municipal, receberam adequação de trechos e quebra de barrancos, em 05 km; com a conservação do solo feita nas áreas lindeiras às estradas, as águas de chuvas, proveniente das propriedades rurais, não caem nas estradas, o que facilitou muito o processo de conservação. Sob coordenação da Casa da Agricultura foi elaborado o relatório Um, do Comitê de Bacia Hidrográfica Turvo-Grande, para a construção de lagoa de Tratamento de Esgotos no Município , fazendo a escolha do local apropriado.


Quanto ao uso de Agrotóxicos ; Através de realização de 05 cursos de monitoramento e treinamento para 60 produtores, jovens e trabalhadores rurais houve varias adoções no uso do EPI(equipamento de proteção individual) e introdução de técnicas de MIP-Citros, ocorrendo a redução significativa no uso de agrotóxicos.

Eng. Agr. Carlos Roberto Geraldo
 
Voltar          Imprimir

 
 
Nota Fiscal Eletrônica Decreto da NFS-e


Copyright © Prefeitura Municipal de Mirassolândia - Todos os direitos reservados.

Rua Antonio Batista Rodrigues, 364 - Centro - Mirassolândia - São Paulo - CEP 15145-000
Telefone (17) 3263-1307 | E-mail: prefeitura@mirassolandia.sp.gov.br