NOTÍCIAS   |   CONHEÇA MIRASSOLÂNDIA   |   GALERIA DE FOTOS   |   TELEFONES ÚTEIS   |  FALE CONOSCO  |   WEB MAIL
 
 
 
 
 

Notícias / Meio Ambiente

A- | A | A+  

Projeto Piloto de Compostagem nas Escolas de Mirassolândia.
Mirassolândia - quarta-feira,25 de abril de 2018

 

 O lixo orgânico que produzimos (cascas de frutas e legumes, cascas de ovos, pó de café, restos de grama cortada, folhas e galhos secos, etc.) pode se transformar em adubo para as plantas.

 

 A ideia principal do projeto das composteiras é reaproveitar o lixo orgânico gerado nas escolas do nosso município, reduzindo assim o total do lixo.

 

A composteira foi implantada na EMEF "Chrisóstimo Redígolo", na EMEF "Antônio Banhato"  e na EE "Joaquim Mendes Pequito".

O adubo gerado nas composteiras será usado nas futuras hortas que serão implantadas também nas escolas.

Há vários tipos e formas de se fazer uma composteira. A escolhida para se trabalhar nas escolas fica no chão diretamente em contato com a terra.

 Seguindo os passos abaixo você também pode ter uma composteira em casa, contribuindo assim para a redução de lixo em nosso município:

 

 1. Quem tem espaço com chão de terra no quintal pode separar um canteiro para fazer a compostagem. Quem não tem, pode improvisar usando um recipiente grande, lembrando que se deve fazer alguns furos laterais para a saída de ar.

 

 No caso da composteira feita no chão, ela deve ter mais ou menos 60 cm de altura e 1 metro de largura.

 2. Os resíduos podem ser colocados em camadas e não precisam ser separados por tipo, mas se deve colocar em camadas alternadas de resíduos (cascas de frutas, legumes, ovos e outros), com camadas de folhas, palha, serragem ou mesmo terra. Lembrando que o material orgânico deve ser livre de temperos, por exemplo, de sal, vinagre, etc., para não atrapalhar na ação das bactérias.

 

 3. Em razão da ação de bactérias e fungos, o monte pode esquentar a até 60 graus, por isso devemos molhar de vez em quando, para diminuir a temperatura e manter a umidade, porém sem encharcar. Revirar o material pelo menos uma vez na semana, essa operação é importante para arejar o material em decomposição.

 

 4. Após algumas semanas o material adquire uma coloração marrom escura. Dá para perceber que o composto está pronto quando não se percebe um "cheiro de terra", além disso, a aparência é bem homogênea e a temperatura fica igual à do ambiente (lembre-se que durante o período de decomposição, com a ação das bactérias, a temperatura sobe bastante).

 

 5. Depois de pronto o composto orgânico já pode ser misturado à terra do jardim, da horta e dos vasos.

Veja mais fotos

 

 

 

Coordenadoria Municipal de Meio Ambiente - Mirassolândia/SP.
 
Voltar          Imprimir

 
 
Nota Fiscal Eletrônica Decreto da NFS-e


Copyright © Prefeitura Municipal de Mirassolândia - Todos os direitos reservados.

Rua Antonio Batista Rodrigues, 364 - Centro - Mirassolândia - São Paulo - CEP 15145-000
Telefone (17) 3263-1307 | E-mail: prefeitura@mirassolandia.sp.gov.br